Dia Mundial do Coração: saiba como proteger a saúde cardiovascular

cOMPARTILHE:

Hoje (29) é comemorado o Dia Mundial do Coração. A data tem como objetivo a conscientização em manter uma vida saudável, cuidando da saúde cardiovascular – uma vez que a doença mata milhões de pessoas por ano no mundo.

No Brasil, uma das principais causas de morte são causadas por doenças do coração, responsáveis por 30% dos óbitos: o que corresponde a 400 mil mortes por ano. Apesar da importância do autocuidado e prevenção, um novo estudo da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo (Socesp), confirma que cerca de 23% dos brasileiros nunca foram ao cardiologista, principalmente pessoas mais novas.

Evidências recentes demonstram que jovens adultos estão tendo maiores problemas cardíacos em comparação com décadas passadas, o que precisa de um cuidado e atenção redobrada. Para o médico cardiologista, Leandro Serafim, esses dados refletem o contexto da sociedade atual.

“Os mais jovens com problemas de infarto, por incrível que pareça, já era esperado após a pandemia. Fatores como estresse emocional, perdas de entes queridos, perdas financeiras e afetivas, assim como a falta de frequência ao médico para avaliação de rotina, colaboraram para o aumento de problemas cardiovasculares. Além disso, é perceptível o abuso de drogas e bebidas, insônia, alimentação precária e o uso de estimulantes e suplementos em excesso”, confirma.

Dessa forma, é importante uma mudança comportamental para que a redução dos casos aconteça, ainda mais numa sociedade cada vez mais incisiva em demandas. Os problemas cardíacos não escolhem idade ou sexo, No entanto, existem fatores de risco que podem aumentar significativamente as chances de desenvolver doenças cardiovasculares, como obesidade, tabagismo, diabetes e colesterol alto.

“Para prevenções, dormir bem e fazer uma alimentação mais saudável é o primeiro passo, assim como fazer visitas médicas periódicas e ter fé e religiosidade – fator que contribui na tranquilidade da pessoa. Ser de alguma forma ativo: Pessoas que vivem muito ocupam a mente e o   corpo além de terem um bom círculo social”, pontua.

Comente:

Deixe um comentário

Este site utiliza cookies para melhorar a experiência dos usuários. Ao acessar nosso site você concorda com nossas políticas de privacidade.