Vigilância Sanitária promove fiscalização e ação educativa com foco em produtos juninos

cOMPARTILHE:

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS), através da Vigilância Sanitária (Visa), vem promovendo uma série de ações de boas práticas em feiras e mercados de Salvador, visando os produtos típicos do São João. Nesta quarta-feira (19), os fiscais estiveram no Mercado do Rio Vermelho (Ceasinha), onde entregaram folhetos explicativos aos clientes e conversaram com os comerciantes sobre boas práticas.

O objetivo do encontro é garantir que os produtos oferecidos aos consumidores tenham qualidade máxima, através da orientação dos profissionais, que é feita pela equipe técnica da Visa. Durante a vistoria, os agentes dão dicas sobre o manejo dos alimentos, armazenamento, contaminações e como evitá-las, como e com que frequência deve ser feita a limpeza dos locais onde as comidas são manipuladas, entre outras orientações sobre as regras sanitárias para o comércio seguro dos produtos.

A chefe de Alimentos da Visa, Emanuela Brito, conta que é importante fazer o trabalho educativo com os comerciantes justamente para orientar quais os cuidados do transporte, armazenamento, na conservação dos itens para que eles possam oferecer um produto de qualidade e que não venha a ocasionar problemas de saúde. “Nesta época, nós fiscalizamos os produtos juninos, como milho, amendoim, licor e, até o momento, o que encontramos mais são produtos no chão, especialmente in natura”, diz.

Além dos comerciantes, os consumidores também recebem uma cartilha com os cuidados a serem tomados a respeito da compra e armazenamento dos produtos. “Até porque quando preparamos canjica, mingau, que são perecíveis, se não tivermos cuidado, pode ocorrer contaminação. Também recomendamos atenção ao cozimento do amendoim, evitando o excesso de sal, por exemplo”, completa Emanuela.

Aprovação – Freguesa da Ceasinha, a comerciante Rafaela Belmonte, de 44 anos, aprovou a presença dos fiscais da Visa no local. “Eu sempre compro meus produtos aqui e acho ótimo ter a Vigilância Sanitária no local. É muito importante porque os produtos precisam estar bem expostos, separados entre avariados ou não, e a validade. Vim procurar o licor de jenipapo e maracujá, e acabei comprando também paçoquinha e bananinha para enfeitar a mesa. Mas o milho e amendoim também não vão faltar”, disse.

Com 35 anos atuando na feira, o comerciante Augusto Henrique Pereira, de 74 anos, também elogiou a equipe de agentes. “Todas as vezes que eles vieram foi para nos educar sobre como manusear e transportar as mercadorias, e manter tudo limpo. Eles exigem nossos alvarás, todos os trâmites e mantenho tudo em dia. Eles vêm direto, o ano todo, e acho muito bom, porque o mesmo alimento que eu distribuo para os clientes, eu levo para minha casa, família e netos. Então temos que tratar com o maior cuidado”.

Na quinta-feira (20), a vistoria acontece nos Distritos Sanitários de Itapuã (no Mercado Municipal e no Nacs do bairro), e Itapagipe (na Feirinha do Jardim Cruzeiro e Feira do Curtume).

Comente:

Deixe um comentário

Este site utiliza cookies para melhorar a experiência dos usuários. Ao acessar nosso site você concorda com nossas políticas de privacidade.