Calor em excesso pode ser muito prejudicial à saúde humana

cOMPARTILHE:

A chegada do outono nesta quarta-feira (20) parece que não vai amenizar a onda de calor presente em muitos estados brasileiros. No Rio, a sensação térmica é de quase 62º C . Os baianos  também sofrem com a onda de calor, em  muitas cidades, o termômetro e a sensações térmicas chegam a ultrapassar 40º C

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) voltou a emitir alertas sobre as altas temperaturas. De acordo com o órgão, as temperaturas podem ficar até 5oC acima da média, fenômeno que deve persistir até o fim do verão. As altas temperaturas devem atingir diretamente estados como Mato Grosso do Sul, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

A diretora do Departamento de Vigilância em Saúde Ambiental e do Trabalhador, Agnes Soares, explica que o calor em excesso pode ser muito prejudicial à saúde humana. “Idosos, crianças, mulheres grávidas, recém-nascidos, pessoas doentes ou acamadas são vulneráveis e merecem mais atenção. Idosos e crianças, por exemplo, têm muita dificuldade de reconhecer a sede. Por isso, é necessário oferecer água com muito mais frequência a eles”, recomenda Agnes.

O Ministério da Saúde também alerta para o cuidado com a exposição excessiva ao sol, que pode provocar insolação. Ela acontece quando a temperatura corporal ultrapassa os 40o C, fazendo com que o mecanismo de transpiração falhe e o corpo não consiga se resfriar. O quadro merece especial atenção porque com o aumento rápido da temperatura corporal, a pessoa acaba perdendo muita água, sais e nutrientes importantes para a manutenção do equilíbrio do organismo.

A prevenção da insolação é possível com algumas medidas simples, como:

  • Evitar permanecer sob o sol entre 10h e 16h. Além de insolação, a grande exposição ao sol, com frequência, pode provocar também o câncer de pele;
  • Usar roupas leves, de cores claras e que não fiquem apertadas ao corpo;
  • Usar protetor solar com FPS 30 ou mais e evite queimaduras na pele;
  • Beber muitos líquidos, para evitar a desidratação. Prefira água, água de coco e sucos de frutas naturais;
  • Ter muito cuidado com as bebidas alcoólicas que, em excesso, causam desidratação.

 

Comente:

Deixe um comentário

Este site utiliza cookies para melhorar a experiência dos usuários. Ao acessar nosso site você concorda com nossas políticas de privacidade.