Cresce o número de mães adolescentes no Brasil

cOMPARTILHE:

A cada dia, nascem cerca de 1 mil bebês filhos de mães adolescentes no Brasil. O Projeto Adolescentes Mães, liderado pelo Hospital Moinhos Vento em colaboração com o Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (Proadi-SUS) do Ministério da Saúde, ouviu mais de 1,1 mil mulheres de todas as regiões do país para compreender os pensamentos e emoções compartilhados por essas jovens durante a gestação.

Os resultados finais do estudo foram apresentados em um evento sobre os impactos da gravidez na adolescência no Brasil, realizado em Porto Alegre. O pediatra Tiago Dalcin, líder do projeto, enfatizou a importância de abordar a gravidez na adolescência, considerando que o Brasil tem o dobro de nascidos vivos de mães adolescentes em comparação com países desenvolvidos.

O estudo avaliou meninas de 10 a 19 anos e seus filhos, comparando com mães adultas de 20 a 29 anos. Os resultados indicaram que a gestação na adolescência impacta diretamente nos níveis socioeconômicos, especialmente em termos de escolaridade e perspectivas de futuro das adolescentes.

A pesquisa identificou uma lacuna entre a gravidez como projeto de vida desejado por muitas meninas e a falta de conhecimento sobre educação sexual abrangente. Concluiu-se que é crucial ampliar o acesso dos adolescentes aos serviços de Atenção à Saúde do SUS, promovendo uma educação sexual abrangente para reduzir os índices de gestações precoces. A taxa preocupante de repetição gestacional de 20%, associada ao menor uso de contraceptivos, destaca a necessidade de intervenções para prevenir gestações não planejadas.

Comente:

Deixe um comentário

Este site utiliza cookies para melhorar a experiência dos usuários. Ao acessar nosso site você concorda com nossas políticas de privacidade.