Com cirurgias de transplantes de órgãos suspensas na Bahia, mais de mil pacientes aguardam pelo serviço

Coração de brinquedo sendo entregue em cirurgia

cOMPARTILHE:

Nas últimas semanas, o apresentador Faustão entrou na fila de espera por um transplante de coração após seu quadro de insuficiência cardíaca se agravar. O artista segue internado desde o início deste mês no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, embora já tenha passado pela cirurgia de transplante. Além de Faustão, inúmeras pessoas passam por grandes dificuldades na Bahia, uma vez que o serviço de transplante está suspenso no território baiano.

Especialistas afirmam que o Brasil tem uma das maiores filas do mundo, mas que tem compensado através do maior sistema público de transplantes. O país é o segundo que mais realiza esse tipo de procedimento, atrás apenas dos Estados Unidos, que conta com um serviço privado. Só no ano passado, mais de 25 mil cirurgias de transplante no Brasil foram realizadas, segundo a Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos (ABTO), entre os quais 359 foram de coração, córnea (13,98 mil), rim (5,3 mil) e medula óssea (3,99 mil).

No entanto, a Bahia tem demonstrado uma realidade escassa e diferente dos dados positivos nacionais, o que preocupa as pessoas que seguem na espera para realizar diferentes procedimentos. Segundo dados da Secretaria de Saúde do Estado, o último transplante de coração realizado foi em janeiro de 2022, e ainda não há lista de espera para este tipo de procedimento. Desde então, todos aqueles que precisam receber um novo coração são colocados em listas de espera de outros estados. A falta de recursos financeiros e a prioridade para a realização de outras cirurgias, justificam a suspensão do serviço. Ainda conforme a Sesab, a suspensão se deu devido ao cenário imposto pela pandemia de covid-19 e encontrou novas dificuldades.

Se o país é tido como referência e serve de modelo para outras nações, certamente a Bahia não tem colaborado no processo de reconhecimento e desenvoltura. Ainda segundo a Sesab, há quase 1600 pacientes aguardando por um transplante de rim, 1252 pacientes esperam na lista por um transplante de córneas e 22 pessoas aguardam por fígado. A previsão é de que a cirurgia de transplante de coração seja retomada somente no mês de outubro.

Comente:

Deixe um comentário

Este site utiliza cookies para melhorar a experiência dos usuários. Ao acessar nosso site você concorda com nossas políticas de privacidade.